Meu perfil
BRASIL, Mulher

Histórico
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
25/09/2005 a 01/10/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Fotolog do Gu
Blog da Any
fotolog do Guilherme
fotolog da Mi







O que é isto?

tudo é uma questão de manter , a mente quieta , a espinha ereta e o coração tranquilo .

Walter Franco



 Escrito por Fadinh@@ às 09h59
[] [envie esta mensagem]



As  vezes a gente encontra por esse mundo louco , pessoas incriveis , que tão novas se mostram tão evoluidas e com uma visão tão ampla .Conheço alguem que é muito mais novinho que eu mas esta a 10 anos luz na minha frente ,e que me fez sentir com suas palavaras algo parecido com que sinto com meu querido Fernando Pessoa .Descobri que esse figura alem de contar as melhores historias de aventuras na amazonia ele tem ainda o dom de escrever com a alma ou melhar ,como ele mesmo diz a alma dele que o usa , pois bem vai ai alguns dos tesouros desse ser tão iluminado , ainda veremos algum livro dele por ai ... Que Fernadinho me perdoe , mas hoje eu o coloco no mesmo degrau.



Ode a mim mesmo

Cansei de ser eu mesmo, estereotipo padrão de uma sociedade calva. Cansei de ser quase bom, ou de ser mais ou menos engraçado. Cansei de ser meio, que se faça direito, quero ser todo inteiro. Não podemos viver nossas vidas pela metade, pior ainda quando a vivemos mais ou menos inteira. Cansei de ser quem agora eu sou, seja lá quem for.
Cansei de ser todo silencio e para toda luz eu sempre fui a escuridão. Não pretendo me tornar o Sol ou fazer de minha vida um grito ecoando pelos vales do mundo. Serei simples ser, criatura de um ser alguém. Serei muito mais do que fui agora, serei alguém que não brilha, mas que com a luz que recebe faz bonito o seu viver. Mas também me abomina a idéia de ser como a Lua, que vive escondida e só aparece quando a luz resolve descansar, mostrando seu brilho tímido aos apaixonados sem par que vagam pela noite imaginando na Lua uma amante.
Quero ver nos homens os simples homens que sim são. Ser assim como os homens não são, mas ser, mesmo assim, homem. Ser o homem que metade de mim ainda não é, a mesma metade que falta para o mundo ver que todos os homens tem a mesma raça sim. O que nos falta é a metade daltônica de uma sociedade material e um bom programa para se fazer aos domingos.
Quero ver as mulheres diferentes dos homens. Quero vê-las tão bela e admira-las por serem mulheres. Quero ver a todas como amigas, mas só em uma quero sentir que se eu olhar também estarei sendo visto e amado por amar também. Qualquer mulher sabe que a caça não adianta nada se não tem quem a prepare. Por isso todo o ódio ao ser homem sem ser mulher e todo o desejo de ser todo homem e mulher. Duas metades que formam um tudo de dois inteiros.
Cansei de olhar no espelho e ver a mim mesmo. Cansei de ser toda hora um, nem sempre o mesmo, mas sempre igual. Toda a vida fui palhaço de minha história, vivendo um momento que ainda não havia chegado, toda a afirmação é verdadeira desde que não caia em contradição e foi justamente na contradição que vivi minha meia-vida. Sempre fui eu, mas escrito por mãos diferentes. Agora sou simples e qualquer, mas sou eu, e somente eu, que escrevo minha história e por causa disso é que só eu posso fazer de minha história algo mais.
Meus membros enfraqueceram de tanto eu pensar, meus sonhos já foram todos sonhados e o que me resta agora é a ação. Fazer o que sonhei, ainda não. Dormir com a consciência limpa por ajudar quem não tinha ajuda e sonhar um sonho egoísta que me força a invejar quem tem mais do que eu.
Eu não sei nada e vou morrer na incerteza das perguntas, mas com a certeza de que nada sei. A vida é a filosofia de quem não tem mais o que fazer, vivê-la é luxo de quem pode. Enquanto isso aqui na terra a gente sobrevive como pode e só vive a metade que não se diverte fazendo a vida ser mais triste que a morte, porque pelo menos nela a gente descansa.

Fausto de Oliveira Gomes(02 de janeiro de 2006)

 

Qualquer coisa

 

Dito e feito. Antes feito e nunca dito do que dito, repetido, prometido e nunca feito. Mas se foi dito e feito a premiação vai para o profeta que apostou suas palavras na roleta dos homens. Se foi feito e nunca dito nada é, mas se depois de feito é dito e por anos repetido vira dogma de fé.

Essa é a história que um ser algo não humano me contou sobre o valor que a palavra de dentro tem. Porque certo dia, certo de mim, eu, certo da vida, ouvi alguém que na incerteza da mesma me pedia socorro. Só ouvi, não sabia de onde vinha e assim como podia ajudar?

Não posso ser culpado por não ter ajudado a quem, naquela hora, precisava de mim. Quantas vezes você num dia não nega algo. Tenho certeza que no mínimo centenas, afinal aceitar ou fazer qualquer coisa é automaticamente negar outras muitas possibilidades de ações.

Não. Sim. Assim não e não sinta quase nada agora. Mas quando algo que não é o que não sou disse não, eu quis dizer sim. E então me tornei um, que não é outro, nem o resto que nunca fui. Éramos dois, mas mesmo assim éramos eu mesmo, uma completa teimosia de eu mesmo para comigo outro.

A vida passa e com ela o vento leva tudo o que não me interessa. Tentei segurar o que era certo em mim, mas minha certeza se transformou em erro e meu erro em gargalhada que o outro que não sou eu nem todo o resto fazia questão de gargalhar. Senti-me então como da vez em que uma pedra de incerteza entupiu o gargalo da minha alma me transformando num recipiente vazio.

Por anos, muitos anos (mas na verdade segundos) vivi essa completa coisa vazia que então eu era. A incerteza do destino e o medo do futuro me deram certeza na vida, enchendo o meu corpo de qualquer coisa que estava longe de ser nada. Agora eu era um vazio cheio de coisas. E na dualidade da minha vida aceitei ser o que o outro-também-eu queria . Tornamo-nos um só, com um só desejo, mas agora já era talvez tarde e somos então esse um, esse cheio de coisa, mas também estamos perdidos, perdidos de nós mesmos e perdidos do que nós poderíamos ter sido.

Ainda somos, mas somos outros que ainda sonham um com outro. Somos um que não outro: Dois.

Fausto de Oliveira Gomes(05.02.2006)


 



 Escrito por Fadinh@@ às 21h20
[] [envie esta mensagem]



Pensei nessa frase de  Jung : quem olha pra dentro acorda e quem olha pra fora sonha ...

 Mas Raul gritava em alto som  que sonho que se sonha junto é realidade .

Real? Verdade?  Nosso grande amigo  Sócrates  comentou que não existe verdade absoluta apenas meias verdades .Putz , então não sei o que vejo   mas sei o que sinto  com o que penso que vejo ,  meu olhos focalizam  mas quem interpreta é minha mente , enquanto para mim a rosa é o símbolo do amor , pra outro pode ser diversidade ecológica pra outros   uma lembrança ruim ,e a rosa continua sendo rosa ou não ...  sendo assim a diversidade acontece nas mentes  cada ser partindo  de seus próprios sentimentos e pensamentos diluindo   sistematizando de uma forma própria , e é ai que gera a confusão  a diferença cria conflitos  porque ainda não aceitamos a diversidade  mas aplauso  a ela que nos tira da mediocridade e nos faz ver o mundo em inúmeras dimensões ,  cada qual falando sua própria língua tentando fazer-se entender , tentando convencer , mas a palavra chave  e aceitar  não somos exatamente o que queremos e nem temos dos outros exatamente o que esperávamos ,  e isso torna a  vida bem mais interessante , porque  coloca nossas idéias sempre em movimento , choque de idéias gera energia que gera  movimento , pois bem  , viva as discussões , sem elas ficaríamos  na mesmice dos nossos pensamentos .

 

 



 Escrito por Fadinh@@ às 21h53
[] [envie esta mensagem]



 Me incorporei  numa galera que habita dentro de uma casa só , uma figura de gemeos , talves  aquelas figurinhas de album que todo mundo corre atras  porque são as mais dificies de achar ...  não vou dar nomes aos bois ,  se a carapuça servir a vista . ahahahaha.

 

Na  dualidade existente em mim

 Coexiste a  que dorme e a que acorda

a que grita e a que se cala

 Tenho por cada  olho uma percepção

Por cada ouvido  um conselho ,

E o cérebro  por vezes entra em pane de tantas informações

Falar, escrever preciso botar  tudo isso pra fora , é tanta coisa ,

Tem hora que gosto das duas  ,tem hora que de nenhuma

Mas preciso das duas pra sobreviver,

Elas sãos extremos que me levam ao equilíbrio 

Como o mar   revolto  ou em calmaria

Como a chuva escassa  ou enchentes ...

 Então a dualidade não me divide

Mas  me torna inteira .

Essa dualidade  se acasala e nasce uma terceira de mim.



 Escrito por Fadinh@@ às 21h46
[] [envie esta mensagem]





Se quiseres faça,
Se fizer se responsabilize
Se não agüentar desfaça
Se desfizer, refaça.
E se fizer se responsabilize...
A terra é quase redonda
E andamos quase em circulo.


tantos castelos construi e destrui e qtos outros terei que fazer , olho para as estrela e percebo que o mesmo movimeto que existe no universo ,existe dentro de mim .
mas se a beleza do universo se criou no caos o movimeto esta criando em mim de dentro pra fora e de fora pra dentro plagiando esse lance do nosso amigo Walter Franco , pois é assim que ele diz :viver é afinar o instrumento de dentro pra fora e de fora pra dentro . Isso é muito filosofico .
Eu sinto a vida mas nem sempre á vivo ,tem algo fora do eixo ou é a vida ou sou eu ... quem sabe ...




 Escrito por Fadinh@@ às 02h20
[] [envie esta mensagem]



Pessoas especias nos trazem momentos especiais e eu agradeço ao universo por que tenho encontrados varias estrelinhas por esse meu caminho , e foi uma dessas estrelas que me deu esse poema que já havia passado por mim  mas meio desapercebido  hoje lendo se tornou  um minuto filosofico , e cheio de carinho por ter vindo de uma dessas figuras brilhantes  , uma que anda transitando pela minha casae deixando  meu filho com cara de bobão . 

 

Metade (Oswaldo Montenegro)

Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
pois metade de mim é o que eu grito
a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
pois metade de mim é partida
a outra metade é saudade.
Quer as palavras que falo
não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos
pois metade de mim é o que ouço
a outra metade é o que calo.
Que a minha vontade de ir embora
se transforme na calma e paz que mereço
que a tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
a outra metade um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
e o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita meu rosto num doce sorriso
que me lembro ter dado na infância
pois metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o seu silêncio me fale cada vez mais
pois metade de mim é abrigo
a outra metade é cansaço.
Que a arte me aponte uma resposta
mesmo que ela mesma não saiba
e que ninguém a tente complicar
pois é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
pois metade de mim é platéia
a outra metade é canção.
Que a minha loucura seja perdoada
pois metade de mim é amor
e a outra metade também


type=text/javascript>



 Escrito por Fadinh@@ às 00h52
[] [envie esta mensagem]



...NOS FIOS TENSOS DA PAUTA DE METAL .AS ANDORINHAS CHORAM POR UMA CLAVE DE SOL...

(Alguem conhece essa musica?????)



 Escrito por Fadinh@@ às 01h06
[] [envie esta mensagem]



Faz tempo  que não apareço no meu cantinho , ando sem inspiração pra escrever . ando me encontrando no vazio , estou me abastecendo  no vacuo . já já eu saio de orbita ...Por hora deixo uma poesia que me descreve tão bem ,  neste mundo cheio de atrocidades , entrar no mundo da poeisa  nos dá o direito de viver  um mundo a parte , e como é prazeroso encontrar  uma  que parece ser leitura das suas próprias emoções , algumas são espelhos ,reflexos  é como se a poesia tivesse olhos e estes  estivessem  lendo através dos seus que pensam estar lendo mas estão sendo lidos  ...hiiiii pirei  .

Ninguém Me Venha Dar Vida
 
(Cecília Meireles)
 
 
 
 
Ninguém venha me dar vida,
que estou morrendo de amor,
que estou feliz de morrer,
que não tenho mal nem dor,
que estou de sonho ferida,
que não quero me curar,
que estou deixando de ser,
e não quero me encontrar,
que estou dentro de um navio
que sei que vai naufragar,
já não falo e ainda sorrio,
porque está perto de mim
o dono verde do mar
que busquei desde o começo,
e estava apenas no fim
 


 Escrito por Fadinh@@ às 00h44
[] [envie esta mensagem]



Voltando ao tempo ...

 Eu ali meio tia ,meio fotografa ,  me acostumando com  o barulho estridente ,  lembrei que um dia fui jovem  outros barulhos outros locais ,  mas o mesmo estereotipo pra chocar  uma sociedade cheia de regras que teima  caminhar em linha reta pra lugar nenhum.

E a juventude repete  com mesmas cores e novos estilos com sua  música meio caótica , onde  gritos eufóricos  e  danças que mais pareciam átomos  se chocando no universo ,  me lembravam como o jovem procura e se encontra , ali em seu refugio onde não é o silencio que promove a paz ,  onde a paz se encontra no mesmo caos que eles foram jogados da doce infância , e neste mundo de ninguém eles liberam suas ansiedades , E  a alienação frenética . é o vazio necessário ,  para sobrevivência , em meio ao caos   que se encontra no lado  de cá .

Mas ali  onde  não existem problemas , nem regras , apenas  extravasar ,  e se sentir único , me fez lembrar o quanto é  bom ser jovem ,e ao mesmo tempo o quanto é difícil ,   deixar a doce infância ,  para se jogar , neste mundo adulto , tão sem nexo  quanto  nos parece  suas danças

  No meu tempo não era assim ,  porque ao invés de piercing usávamos brincos enormes ,  e ao invés de bandas   o som eram em discos  .

 Ser jovem é um momento único é viver e ao mesmo tempo relutar pra nascer  no novo ciclo... Faz parte , portanto  vamos lembrar  um pouco  mais do que fomos um dia  pra compreender melhor  nossos jovens tão perdidos quanto  nós ...

(reflexão depois de ir ver meu filho tocar ,  com sua banda ,  na arena)

 



 Escrito por Fadinh@@ às 00h01
[] [envie esta mensagem]



Tudo depende  do ponto de vista que enchergamos ,  olhos limitados   limitam nossas verdades ,  nossa verdade  nos cabe dentro  do limite de visão  , tenho uma amiga , ela é muito mais  que isso , eu sou sua puxa saco, ela é uma São Paulina metida , mas nesta minha vida , com certeza , foi uma das pessoas mais brilhantes que conheci ...  valeu a pena se manter viva  pra conhecer essa figura .. porisso vale a pena viver e lutar , a gente nunca sabe as surpresas boas que podemos encontrar pela frente ...  " A loucura te liberta"  , bem foi ela que me mandou essa página , veja  que  viagem :

http://www.eviltree.de/zoomquilt/zoom.htm



 Escrito por Fadinh@@ às 12h48
[] [envie esta mensagem]





 Escrito por Fadinh@@ às 18h07
[] [envie esta mensagem]



Ser ou estar , dirigindo ou atuando ...

A mente insana que engana,

Indo contra ou a favor  de nós.

 Criando  um universo ao nosso redor.

 Nos lançando ao caos, e nos tirando dele.

  Somos deuses do nosso destino

 Somos demônios ,  das nossas tragédias .

Criamos por precisar,

Criamos só por criar

Consciente ou inconsciente ,

a mente se  materializandoem fatos.

 Ingerimos pratos feito ou  escolhemos o cardápio ?

 O que vemos não é nada   e ao mesmo tudo 

  Vivemos na ingenuidade

a mesma que nos proteje e  nos coloca em riscos

 Istinto, , intuição , forças ocultas   nos envolvem

A mente e suas interferencia

A mente e seus complementrares

 tenho  meu leme  mas não sei   as vezes ao certo que direção tomar

então o vento,a lua , as estrelas , o universo me guiam.

sou apenas mais uma peça do universo que se constrói   com  a ordem e o caos . 

 Existe  algo superior a minha   cegueira ,  é tudo...é nada .

.Criação  mesmo  na inércia ,  nada está  parado ,

 mesmo em movimento nada muda ,

ciclos e mais  ciclos ,e assim eu e as flores vamos  cumprindo  nosso papel ... 

Ou melhor, preenchendo  ,o espaço que nos cabe ,

existir é uma grande oportunidade  de experimentar a vida ,  

Viver é como tomar um suco de abacaxi com  clorofila .

Pena que enxergamos só a matrix...

A grandeza da vida  não é vista pelos limites dos nosso olhinhos ,

mais de alguma forma é sentida pela nossa essência . 

 Estar interligado é fazer parte do mesmo processo .

Somos responsavel pelo espaço que ocupamos 

que mesmo em sua insignificancia  é indispensavel.

 



 Escrito por Fadinh@@ às 14h54
[] [envie esta mensagem]



O melhor amor é dos poetas ,

Perfeito porque é platônico,

Platônico porque é perfeito

Incógnito, inatingível, subjetivo,

 Que num corpo caído eleva a alma 

E por entrelinhas, nas linhas, se lambuza com as palavras.

Satisfaz-se com o vomito literário dos sentimentos humanos

E no vazio faz-se pleno

E se torna sublime em suas duas faces

Dor e prazer

Amor e sua ausência.



 Escrito por Fadinh@@ às 21h18
[] [envie esta mensagem]



Solidão é um estado de espírito.

Às vezes me sinto só no meio da multidão.

Outras vezes estar só me parece estar na melhor companhia.

Quais são nossas carências?

Se tudo o que temos ou não temos, é reflexo dos nossos desejos.

Falam por ai  que o pensamento  é o  que atrai , cria , ou dispersa ,

  Nossa história é criada  por nós mesmo .

Porque  então sofremos pelo que não temos ?

E nos passa desapercebido  o que temos .

Ser humano, incoerente, insaciável, insatisfeito, incompleto.

Hoje é um dia de encontros, beijus, motéis, pipocas, cinema.

Onde o capitalismo faz a festa.

Onde os namorados se tornam os tolos de amor.

Hoje é dia de sonho para alguns e choros para outros.

Mas é apenas mais dia,

Porque amor num tem um dia só,

Ele é necessário sempre e nem sempre está disponível, mas enfim 

 Feliz “Dia dos Namorados!”

Para todas os que amam o amor, tendo um ou não !

 



 Escrito por Fadinh@@ às 20h46
[] [envie esta mensagem]



Uma pessoa muito especial  que mora  no meu coração  me mandou  isso que é do pessoa  o meu poeta  predileto , que suas poesias  provaram que eternidade existe .

 

Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
e o outro vê uma chance de crescer.

Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.

"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."

Fernando Pessoa



 Escrito por Fadinh@@ às 15h13
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]